30 de maio de 2021

Otite em gatos: como prevenir e tratar a inflamação no ouvido dos felinos

Se preferir, ouça a matéria:

Quando as temperaturas começam a baixar, é preciso cuidado dobrado com a saúde dos nossos animais de estimação. Principalmente porque o frio e a umidade podem ser responsáveis pelo surgimento de otite em gatos. Mesmo que as orelhas dos felinos sejam menos favoráveis que as dos cães ao aparecimento desse tipo de inflamação, a doença pode se manifestar e ainda trazer bastante incômodo para os pets.

As otites são inflamações que acontecem no ouvido interno dos animais e se dividem em três tipos: externa, média e interna. Além disso, elas podem ser parasitárias ou infecciosas.

As otites externas, como o próprio nome já indica, ocorrem no ouvido externo do pet, ou seja, em uma parte localizada antes do tímpano. Quando a inflamação está neste nível, o tratamento é mais fácil.

 

otite em gatos

 

SAIBA MAIS: LIMPAR AS ORELHAS DOS PETS PREVINE DOENÇAS

Já as otites médias surgem quando a externa apresenta complicação. Ela atinge o ouvido médio, localizado atrás do tímpano. Normalmente, ela surge quando há ruptura da membrana do tímpano. Nesse caso, o tratamento requer mais atenção.

Por fim, as otites internas são a pior fase da inflamação, pois atingem uma parte do ouvido do felino onde está grande parte dos ossos e o nervo acústico. Quando a otite chega a esse nível, o gatinho sente mais dor e o tratamento deve ser intenso.

Diferenças entre a otite parasitária e a infecciosa

A otite em gatos pode surgir devido à presença de parasitas ou bactérias. No caso da otite parasitária, a contaminação acontece por meio de ácaros que se instalam no ouvido dos pets. Ela apresenta excesso de cera com cor mais escura, principalmente na borda da orelha e no ouvido externo. Além disso, também causa odor forte e bastante coceira.

Já a otite infecciosa é causada por bactérias que surgem por causa da umidade nos ouvidos. Principalmente quando o gatinho se molha e a região não é secada imediatamente. Isso pode gerar fungos, causar feridas com sangramento ou pus. Quando não tratada corretamente, pode evoluir para quadros mais graves e causar até mesmo a perda de audição do felino.

Seja ela parasitária ou infecciosa, o fato é que causam bastante incômodo aos felinos. Por isso, o melhor é sempre prevenir que a inflamação se instale com a limpeza frequente das orelhas do gatinho.

Principais sintomas das otites em gatos

Um dos principais sintomas que podem levar os tutores a desconfiar que seu gato está com otite é quando eles passam a coçar as orelhas com mais intensidade. Além de friccionarem a região com as patinhas, podem esfregar as orelhas em móveis e no chão na tentativa de aliviar o incômodo. Por isso, se notar esse comportamento, procure imediatamente um Médico Veterinário.

Além disso, outros sinais podem indicar a presença de otite em gatos. Entre eles estão:

– Sacudidas frequentes e repetidas da cabeça

– Inclinação da cabeça para um dos lados

– Grande produção de cerúmen com coloração mais escura

– Odor forte nas orelhas 

– Escoriações ou dermatite na pele das orelhas 

– Dor local, sem permitir que toquem em suas orelhas

Caso o gato apresente algum desses sintomas, o ideal é procurar o Médico Veterinário imediatamente para que o diagnóstico seja feito. Além disso, com base nos exames realizados, é possível identificar o melhor tratamento para o pet.

 

otite em gatos

 

SAIBA MAIS: 5 DICAS PARA HIGIENIZAR CORRETAMENTE AS ORELHAS DOS PETS

Como prevenir otite em gatos

Uma das principais razões para as otites surgirem é a falta de higiene das orelhas. Por isso, o ideal é que essa região seja limpa frequentemente, tanto para remover a umidade e sujeira, quanto para eliminar o excesso de cerúmen. Além disso, manter o ouvido sempre seco ajuda a evitar o aparecimento de fungos e bactérias.

Para facilitar a limpeza das orelhas dos gatos, você pode contar com o auxílio de Cleangard Oto. O produto é um higienizador do conduto auditivo que pode ser usado frequentemente, conforme a necessidade de cada pet. Ele possui ação secante e antisséptica para remoção do excesso de cerúmen e auxilia no tratamento das otites. Além disso, tem cheiro de capim limão, que ameniza os odores desagradáveis causados pelo acúmulo de sujeira e secreção.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL BE220