13 de agosto de 2021

Comportamento dos gatos: conheça melhor 6 hábitos dos felinos

Ter um gatinho por perto é sinônimo de descobertas e surpresas diárias. Afinal, os felinos têm costumes bem peculiares. Por isso, entender o comportamento dos gatos é importante para você identificar o que é normal e o que é sinal de que algo não vai bem com o pet.

Se preferir ouça a matéria:

Mesmo quem já convive com gatos há bastante tempo pode se surpreender com alguns hábitos que eles desenvolvem. E já que perguntar para ele o que está acontecendo não é possível, o melhor é prestar atenção ao seu comportamento para identificar o que ele quer dizer.

A seguir, selecionamos alguns dos comportamentos mais comuns dos gatos e outros que podem indicar problemas com o pet.

 

Comportamento dos gatos

 

6 hábitos para analisar no comportamento dos gatos

1 – Dormir bastante

Se o seu gato passa até 16h horas por dia dormindo fique tranquilo, pois ele é igual a todos os outros felinos. É mais comum ainda se durante a madrugada ele prefere correr e brincar pela casa. Afinal, os gatos são notívagos e toda sua energia está disponível no período noturno.

Para tentar mudar esse comportamento dos gatos, você pode investir no enriquecimento ambiental colocando vários brinquedos e objetos pela casa para estimular que ele gaste energia durante o dia. Além disso, pode separar um momento para brincar com o pet e escolher atividades em que ele corra e pule bastante.

SAIBA MAIS: COMO DEIXAR  A CASA PERFEITA PARA SEU GATO COM O ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL

2 – Beber pouca água

Gatos que bebem pouca água não são novidade. Esse é dos comportamentos mais comuns dessa espécie e para evitar que sofram com desidratação e problemas renais eles precisam de estímulos constantes. Uma das formas de fazer isso é espalhar vários potes e água pela casa e trocar o líquido frequentemente.

Além disso, na hora de escolher o recipiente, prefira fontes que mantenham o líquido sempre em movimento. Elas despertam a  curiosidade dos gatos e isso estimula a hidratação.

3 – Roçar em objetos e pessoas

É quase como um ritual. Primeiro, eles começam roçando a cabeça, depois o tronco até que estejam passando a cauda nas pernas das pessoas ou em objetos.

Esfregar-se é um comportamento comum dos gatos e tem como principal objetivo demarcar território, pois quando faz isso ele libera feromônios que são produzidos pelas glândulas distribuídas em diversas partes do corpo, como a região temporal e a base da cauda.

Porém, esse também pode ser um comportamento que demonstra o carinho do pet por seu tutor. Mesmo que queira dizer que esse humano pertence a ele e faz parte do seu território.


Comportamento dos gatos

4 – Vomitar bolas de pelo é comum, mas não é normal no comportamento dos gatos

Passar algumas horas do dia lambendo o próprio pelo é um comportamento bem comum dos gatos. Porém, durante esse processo os pets podem engolir alguns fios. Quando em grande quantidade, isso pode ser ruim para a saúde dos felinos, já que podem se formar bolas de pelos no estômago, causando vômitos ou até mesmo a obstrução do trato digestivo.

Apesar de ser comum, não é normal o gato vomitar com frequência e se isso acontecer significa que algo não vai bem com o pet. Pode ser desde uma simples indigestão até doenças mais graves. Por isso, se ele estiver vomitando bolas de pelo com muita frequência, é preciso procurar auxílio veterinário para examinar o pet e identificar se há necessidade de alguma intervenção.

5 – Sacudir bastante a cabeça não é comum no comportamento dos gatos

Se o hábito de sacudir a cabeça se manifesta com frequência e, após isso, o gato demonstra estar aliviado, pode significar que algo nessa região está incomodando. Entre os motivos podem estar sujeira nos ouvidos, alergia, parasitas ou até algo mais sério.

Se junto com as sacudidas de cabeça o gato passar a coçar as orelhas com mais intensidade, ele pode estar com algum problema de saúde, como otite. Além de friccionarem a região com as patinhas, podem esfregar as orelhas em móveis e no chão na tentativa de aliviar o incômodo. Por isso, se notar esse comportamento, procure imediatamente um Médico Veterinário.

6 – Passar muito tempo escondido

É verdade que os gatos gostam de esconderijos como caixas e armários. Mas se ele passa a maior parte do tempo nesses espaços, é bom ligar o alerta, pois pode haver algo errado com o pet.

Além disso, observe se junto com esse hábito ele mudou de comportamento e agora se mantém longe de você. Nas duas situações pode ser que ele esteja com dor ou assustado com algo novo que você tem em casa. Tente identificar o que pode ter causado este comportamento e procure um Médico Veterinário para examinar o gatinho.

Nem sempre você vai notar todos esses sinais logo que eles aparecerem. Por isso é sempre importante ficar atento ao comportamento dos gatos para que nada passe despercebido e você possa procurar auxílio de um Médico Veterinário. Por mais sutil que seja a mudança, é importante tentar entender porque ela aconteceu.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL BE220