10 de julho de 2020

Como evitar queda de pelos em cães e as principais causas

Se preferir, ouça a matéria:

Independente da raça que seu cão tem, em algum momento você vai encontrar alguns fios de pelo do pet espalhados pela casa. Seja dos filhotes ou dos mais idosos, é fato que a queda de pelos em cães pode acontecer por diferentes fatores.

Mas isso nem sempre é sinal de preocupação, pois para evitar que aconteça, ou que se torne um incômodo para quem convive com os pets, basta observar seu comportamento, ficar atento à alimentação do animalzinho e seguir outras dicas que damos a seguir.

Causas naturais para troca de pelos dos cachorros

Quem já conviveu com cães sabe que em diversos momentos da vida eles apresentam uma troca natural de pelos. Ela é fisiológica e sua causa está ligada principalmente ao envelhecimento do folículo da pele.

Essa perda natural dos fios acontece em três fases que vão do crescimento e manutenção até a queda do fio. Assim que este ciclo se completa, um novo inicia para garantir a renovação da pelagem. Com esta manutenção, as funções de isolamento térmico e proteção dos raios UV que o pelo dos cães oferecem são preservadas.

Fatores que causam a perda de pelos nos cães

Além das causas naturais para a queda de pelos em cães, existem outros fatores que podem ser controlados para que os fios não caiam com tanta frequência.

1 – Alimentação

Em alguns casos é a alimentação que provoca a perda de pelos nos cães. Principalmente se a comida que ele recebe não possui todos os nutrientes necessários para sua saúde. Afinal, uma dieta saudável e equilibrada auxilia para que pele, pelo e todo organismo do pet funcionem corretamente.

queda de pelo em cães

Um dos principais pontos a observar é se a ração que ele ingere é de boa qualidade. Além de facilitar a digestão, se o alimento possui a quantidade certa de vitaminas e minerais, evita o ressecamento da pele e a perda de pelo.

SAIBA MAIS: DESCUBRA OS ALIMENTOS PROIBIDOS PARA GATOS

2 – Hidratação

Assim como a comida, é importante que o cachorro beba uma quantidade suficiente de água para seu organismo se manter saudável. Um pet bem hidratado tem menos propensão a perder pelo. Por isso, lembre sempre de deixar água limpa e fresca à disposição do pet.

3 – Excesso de banhos e umidade

Todos os pets precisam de banhos regulares. Além de ficarem limpinhos isso ajuda na manutenção de sua saúde. Mas é preciso ter cuidado para que não haja excessos de limpeza, pois a umidade e o uso de shampoo ou sabonetes podem ressecar a pele do cão e acelerar o processo de queda dos pelos.

4 – Infestações de parasitas

Ácaros, pulgas e piolhos são alguns dos parasitas que podem infestar o cão e causar quedas no pelo. Quando isso acontece, um dos principais sintomas são falhas na pelagem em torno do pescoço e da cauda. Além da perda dos fios, podem causar irritações, coceiras e manchas vermelhas na pele.

5 – Dermatites, eczemas e seborreia

Outros fatores que levam à queda de pelos em cães são problemas dermatológicos. Entre eles as dermatites, piodermites, seborreia e eczemas.

SAIBA MAIS: VEJA AS INFECÇÕES NA PELE DE GATOS MAIS COMUNS E COMO TRATAR 

De forma geral, estes problemas têm origens diversas e podem ser causados por bactérias, fungos ou outros tipos de alergias. Mas os sintomas se assemelham e além da queda de pelos podem causar vermelhidão, odores fortes e pruridos.

queda de pelo em cães

Nestes casos, além do tratamento específico indicado pelo Médico Veterinário, também é possível conversar com o especialista sobre o uso de Dermagard, um shampoo à base de peróxido de benzoíla 2,5%. O produto pode ser aplicado diretamente no pelo úmido do animal, massageado até formar espuma e retirado em seguida. A aplicação deve ser repetida e deve agir por 10 minutos antes de ser removido por completo.  É importante dizer que este produto é um medicamento e só deve ser usado com indicação médica.

Dicas para evitar a queda de pelos em cães

– Mantenha a vermifugação do cão em dia

– Previna o surgimento de pulgas e carrapatos no ambiente e também no pet

– Se der banhos em casa, use somente produtos elaborados exclusivamente para uso dos pets

– Escolha uma ração de boa qualidade. Se tiver dúvidas, consulte um Médico Veterinário para indicar a mais adequada.

Escovação pode minimizar os efeitos da queda de pelos em cães

A escovação é um dos principais métodos para minimizar os efeitos do excesso de pelos que os cães perdem. Mesmo os animais de pelo curto precisam ser escovados com regularidade. Esse cuidado ajuda a eliminar a pelagem que está solta do couro, remove a sujeira e ainda promove uma massagem para ativar a circulação dos pets. Este hábito pode ser facilmente incorporado a sua rotina com o cão e proporciona mais proximidade entre vocês.

O ideal é escolher a escova adequada para cada pelagem e escovar sempre na direção do pelo, para facilitar a remoção dos fios. Sempre que necessário, a tosa também pode ser uma aliada. Afinal, cortar o pelo que vai cair é uma alternativa para evitar o excesso de fios pelo chão e ainda que os fios emaranhados acumulem sujeiras ou parasitas.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL BE220