22 de abril de 2019

Prevenção à Giardíase: como manter cães e gatos livres da doença

Quando se trata da saúde dos pets, é importante saber que se eles estiverem protegidos toda família estará. Por isso, a prevenção à Giardíase deve ser comum à rotina de quem convive com cães e gatos. Isso porque a doença é uma parasitose intestinal que atinge os animais e também pode ser transmitida para todos os humanos.

No mundo todo, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), acontecem mais de 200 milhões de casos da doença por ano, infectando uma a cada cinco crianças de 2 a 6 anos. No Brasil, 6 de cada 10 cães acabam infectados. Por isso é importante estar sempre de olho nos hábitos de seu pet e sintomas que possam surgir.

SAIBA MAIS: VERMIFUGAR CÃES E GATOS – PREVENÇÃO PARA TODA VIDA

Para ajudar a manter esse controle, a seguir mostramos como combater a proliferação da Giardia, quais os sintomas da doença e como o tratamento pode ser feito.

Como manter a prevenção à Giardíase no dia a dia

Uma das melhores formas de prevenir a proliferação do protozoário Giardia Lamblia, que causa a Giardíase, é cuidar da higiene em todos os ambientes que cães e gatos transitam. Isso porque a contaminação acontece através da ingestão dos cistos eliminados pelas fezes dos animais no solo, água e alimentos. Ou também os que se acumulam nos pelos dos pets. Assim que ingeridos, estes cistos originam trofozoítos que colonizam o intestino delgado do hospedeiro, se reproduzem, se transformam em novos cistos e são eliminados pelas fezes.

Além disso, o cuidado constante com a higiene é necessário porque o período de incubação do protozoário é de uma a quatro semanas e a doença nem sempre apresenta sintomas. Então, cães e gatos podem estar contaminados e transmitindo a doença para o ambiente e isso não ser percebido.

Como a prevenção é sempre a melhor forma de combater a Giardíase, estimule bons hábitos de higiene em toda família. Dica simples e que deve ser incorporada por todos é lavar as mãos após ir ao banheiro e antes das refeições. Também é importante descartar as fezes dos pets de forma correta, que pode ser no vaso sanitário ou no lixo orgânico. Pequenos cuidados que são essenciais para todos se manterem protegidos.

SAIBA MAIS: VERMÍFUGOS – OS PETS PRECISAM DELES

Mas se mesmo com todos esses cuidados seu pet for contaminado, fique atento aos sintomas e procure um médico veterinários para indicar o melhor tratamento.

Principais sintomas de contaminação da Giardíase

– Fezes amolecidas e esverdeadas;

– Fezes com sangue ou muco;

– Perda de peso;

– Apatia;

– Tristeza;

– Náuseas e vômitos;

– Pelos fracos;

– Dores abdominais;

– Desidratação.

Descubra o tratamento mais indicado para prevenção à Giardíase

Para proteger seus pets e toda sua família, a Labgard desenvolveu o Giardypet, Além de ser um giardicida, o medicamento tem ação anti-helmíntica e sua fórmula à base de fembendazol e praziquantel é eficaz no tratamento de cães e gatos. Também oferece proteção segura às fêmeas prenhes, sem efeitos colaterais.

Além da giárdia, o medicamento combate vermes chatos e redondos. Os comprimidos são divisíveis e palatáveis, o que facilita a aceitação dos animais, e tratam até 10 quilos de peso.

Se você tem mais de um pet em casa, é importante que o controle e tratamento seja oferecido a todos que convivem no mesmo espaço. Isso é necessário para evitar a recontaminação e impede que os protozoários continuem se proliferando no ambiente.

Além de todos estes cuidados em casa e de um tratamento eficaz, levar os pets para consultas periódicas com o médico veterinário e manter as vacinas em dia também reduz os riscos deles adoecerem. Assim você garante mais saúde para a família toda.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL