9 de julho de 2019

Morar com cães e gatos: dicas para uma boa convivência com os pets

A presença dos pets em nossa vida é cada vez mais evidente. Tanto que, de acordo com os dados do IBGE, a população de animais de estimação no Brasil já ultrapassa os 130 milhões. O fato de cada vez mais gente morar com cães e gatos e oferecer a eles os cuidados necessários posiciona o país como o terceiro maior mercado pet do mundo, em termos de faturamento.

Grande parte desse movimento se deve à mudança de status que os animais passaram nos últimos anos. Eles saíram das casinhas e coleiras presas em jardins e passaram para os sofás junto dentro de casa.

SAIBA MAIS: CASA COM PETS – 6 DICAS PARA MANTER O LOCAL LIMPO

Esse tratamento mais humanizado dispensado aos animais não se reduz apenas a oferecer uma alimentação saudável e acompanhamento médico. Também está relacionado a momentos de lazer e a manutenção regular da higiene dos pets. Sem falar que creches, hotéis e babás para pets são serviços em expansão no país. Seja porque os tutores precisam viajar ou porque passam muito tempo fora de casa e não querem deixar seu animaizinhos sozinhos nesse período. 

Além disso, morar com cães e gatos exige maior dedicação emocional dos tutores que encontram nos pets a companhia para vários momentos.

Morar com cães e gatos é sinônimo de companhia constante

A presença de um pet em casa é sinônimo de companhia constante. Principalmente para quem decide morar sozinho ou aqueles que adiam a chegada de filhos. Assim, cada vez mais cães e gatos são tratados como membros da família e sua saúde e bem-estar priorizados.

Mas, para que essa convivência seja tranquila e harmoniosa, é preciso alguns cuidados. Entre eles, os que dizem respeito à higiene do ambiente e ao treinamento dos pets. Ainda mais se no mesmo ambiente estiverem cães e gatos, que exigem cuidados e tratamentos diferenciados.

SAIBA MAIS: BANHO E TOSA – CUIDADO COM A SAÚDE E HIGIENE DO SEU PET

Para mostrar como conseguir isso, a seguir apresentamos algumas dicas.

Dicas para conviver com pets e manter a casa limpa

1 – Estabeleça uma frequência de banhos

Já que os pets passam mais tempo dentro de casa, nada melhor do que estarem sempre limpinhos esperando pela família. Para que isso aconteça, é preciso manter a higiene deles em dia. Assim, tanto cães como gatos devem ter uma frequência de banhos a serem tomados. Os cachorros a cada 15 dias e os felinos uma vez por mês.

2 – Foque na limpeza dos ambientes

De nada adianta os pets estarem cheirosinhos se a casa não receber o mesmo cuidado. Por isso, a limpeza dos ambientes onde eles circulam e dos móveis onde costumam ficar deve ser feita com frequência. Além da limpeza normal, você pode ter um reforço com o uso de Enzimac spray e Enzimac Gatos. Eles são produtos específicos para para neutralizar odores e também agem como auxiliar no controle de demarcação de território.

O primeiro é indicado para ambientes com cães e gatos e também é um poderoso aliado no dia a dia. Além de eliminar o cheiro causado pelas fezes e xixi dos pets, pode ser usado em no piso, sofás, cadeiras, cobertas, almofadas e roupinhas.

Já o segundo, é destinado exclusivamente para acabar com o cheiro da urina dos gatos. Único no mercado com esta finalidade, ele possui concentração de 20% de enzimas naturais. Por isso, é excelente também para higienização das caixinhas de areia e gatis.

As duas versões vêm prontas para uso. Devem ser aplicadas diretamente sobre o local desejado, inclusive na urina, até umedecer levemente a superfície. Além disso tudo, são produtos do bem, que não agridem ao meio ambiente e não afetam a saúde dos animais.

SAIBA MAIS: XIXI DE GATO – COMO ACABAR COM O MAU CHEIRO EM CASA

3 – Faça um cantinho do pet

Mesmo que cães e gatos tenham acesso liberado aos cômodos da casa, é importante que tenham um cantinho só deles. Reúna no mesmo lugar a caminha, os brinquedos e arranhadores. Escolha um local fixo também para os potes de ração e de água. Além de outro para a caixinha de areia e tapetes higiênicos. Mas se você não deseja que eles fiquem em algum lugar específico da casa, pode contar com o auxílio do Afaste Pet Forte. Ele é um complemento ao processo de higienização e age como educador olfativo. À base de canela, deixa um agradável aroma no ar. Pode ser aplicado em tapetes, carpetes, pisos, móveis, vasos de plantas, ou portas até ficarem levemente umedecidos. Ele deve ser usado diariamente. Com apenas dois ou três jatos durante sete dias já é possível perceber que os animais estão trocando de hábitos.

4 – Morar com cães e gatos requer atenção à saúde dos pets

A melhor forma de manter cães e gatos com a saúde em dia é consultar periodicamente o médico veterinário. Ainda mais se eles estiverem exalando odores fortes e incomuns que se espalham pela casa. Estes sintomas podem estar relacionados a problemas dermatológicos ou digestivos. Por isso é importante que sejam avaliados por um especialista que indicará o tratamento mais adequado.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL