6 de junho de 2019

Cuidados pós-cirúrgicos em bovinos: tudo que você precisa saber

Assim como os humanos e os pets, animais de grande porte como os bois precisam passar por algumas cirurgias. Entre elas, sutura de pele, descorna, castração e cesarianas são as mais comuns. Seguidas daquelas para tratar enfermidades como a laparatomia exploratória, utilizada para diagnósticos ou tratamento de alterações do abdômen. Em todos os casos, os cuidados pós-cirúrgicos em bovinos requerem atenção para que a saúde dos animais seja preservada.

A seguir falamos de algumas destas cirurgias, como evitar a contaminação por bactérias e garantir a recuperação.

Cirurgias mais comuns em bovinos

Castração

Comum em várias propriedades rurais, a castração de bovinos é uma técnica para impedir a reprodução indevida do gado. Também é usada para facilitar o manejo do rebanho, que se torna mais dócil após o procedimento. E ainda serve para melhorar a qualidade da carne produzida. Existem vários métodos para que a castração seja realizada, inclusive sem necessidade de cirurgia. Mas quando  a escolha é por uma técnica invasiva, deve-se observar os cuidados necessários no pós-operatório que é mais prolongado, cerca de um mês. Neste período é preciso monitorar os animais que estão suscetíveis a infecções e miíases.

SAIBA MAIS: MASTITE BOVINA – DESCUBRA O QUE É E COMO TRATAR

Descorna

Essa prática é realizada para impedir o crescimento dos cornos em bezerros ou removê-los dos bovinos adultos. Muito comum,  é necessária para facilitar o manejo do rebanho e evitar acidentes entre os animais. O procedimento é simples, mas deve ser evitado se o gado estiver doente ou debilitado. Isso compromete o sucesso da cirurgia e pode causar a morte. O pós-cirúrgico exige atenção redobrada com a profilaxia, o que inclui a frequência de curativos locais para evitar infecções e a contaminação por miíase.

Cesariana

Procedimento de emergência, a cesariana em vacas é realizada quando há impedimentos para que o parto aconteça em condições naturais. Como a retirada do feto é feita por uma abertura no abdômen, é preciso cuidado com a higiene nesse local. A antissepsia no pré-operatório é essencial para garantir uma boa recuperação do animal. Em alguns casos, no período pós-cirúrgico pode ocorrer redução do apetite, febre e até diarreia. Para evitar que situações mais graves aconteçam, como a infestação de miíase, o pós-operatório deve ter cuidados redobrados e atenção para a higienização do local onde está a incisão.

SAIBA MAIS: SINTOMAS E TRATAMENTO PARA INFECÇÃO NOS OLHOS DOS BOVINOS E OVINOS

Principais cuidados pós-cirúrgicos em bovinos

Em todos os casos, a segurança da cirurgia está relacionada à contenção adequada, uso de instrumentos estéreis, higienização do campo operatório e uso de medicamentos antissépticos no local da intervenção. No entanto, o pós-cirúrgico merece atenção para que o resultado se mantenha favorável e a saúde do animal seja restabelecida.

Mesmo com todos estes cuidados, o risco de contaminação e infecção existe. Por isso, uma das alternativas de prevenção e tratamento é o Terragard spray.

A solução antimicrobiana desenvolvida por nós é de uso tópico, ideal para estes casos pós-cirúrgicos, pois tem ação anti-inflamatória e age diretamente na cicatrização. Além disso, é indicado para tratamento de dermatite alérgica em cães, feridas acidentais, lesões cirúrgicas derivadas de marcação, rachadura do casco e umbigo de bezerro.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL