13 de junho de 2019

Cuidados com os pets no inverno: dicas para proteger cães e gatos

Pelos próximos três meses, as temperaturas baixas prometem reinar por aqui. Há quem goste desse clima e também aqueles que não veem a hora de esquentar de novo. Mas uma coisa é certa, curtindo ou não o frio, é preciso atenção para os cuidados com os pets no inverno.

Por isso, providenciar roupinhas, cobertores e até banhos mais quentes não é exagero quando se trata de cães e gatos. Filhotes e os idosos estão entre os que mais sofrem com a queda de temperatura. Mas é bom lembrar que os cuidados com os pets no inverno devem ser para animais de todas as idades. Isso previne o aparecimento de doenças e evita que outras já existentes se agravem.

Doenças mais comuns em pets no inverno

O inverno é a estação que mais cuidados requer com saúde dos pets. Isso porque a umidade e o frio se tornam a combinação propícia para o surgimento e agravamento de doenças como as respiratórias e as osteoarticulares. Entre elas, a osteoartrite canina, cujas dores se intensificam com temperaturas mais baixas, e as pneumonias, que surgem após quadros não tratados de gripe.

Osteoartrite canina

A osteoartrite canina é uma doença que atinge principalmente os cães em idades mais avançadas. Ela se manifesta através de problemas nas articulações e dores intensas, muitas vezes sem que sejam percebidas.

A doença resulta em um processo degenerativo que afeta ossos e articulações como ligamentos de joelhos, cotovelo, pulso e pelve. Ainda prejudica a formação de novo tecido ósseo. Letargia, apatia, perda de apetite, relutância ou dificuldade ao levantar e diminuição na amplitude dos movimentos são alguns dos sintomas que se manifestam.

Nestes casos, após avaliação de um médico veterinário, o tratamento pode ser feito com medicamentos à base de meloxicam. Um dos mais eficazes para tratar e amenizar as dores é o Meloxygard que possui fórmula elaborada para causar mínimos efeitos gástricos. Além disso, os comprimidos são divisíveis e palatáveis. Pode ser encontrado em três apresentações: mini 0,5mg, médium 1mg e maxi 2mg. Tudo para facilitar a adequação da dosagem ao tamanho do animal.

SAIBA MAIS: OSTEOARTRITE CANINA – PRINCIPAIS CUIDADOS NO INVERNO

Pneumonias

Apesar de ser comum nesta época do ano, a pneumonia pode ser um risco para os animais se não tiver os devidos cuidados. Geralmente, ela surge após quadros de gripe, em que os animais já estão com a imunidade baixa. Dificuldade para respirar, tosse, febre, rouquidão e perda de apetite são alguns dos sintomas.

Nestes casos, é importante consultar um médico veterinário para que identifique o agente causador da doença e indique o melhor tratamento.

SAIBA MAIS: COMO PROTEGER CÃES E GATOS DA PNEUMONIA

Para evitar que essas ou outras doenças se manifestem, a seguir apresentamos alguns dos principais cuidados com os pets no inverno.

Principais cuidados com os pets no inverno

– Evite que o animal fique na chuva ou no vento;

– Vista-os com roupas quentes, principalmente filhotes, os mais idosos e de pelo curto;

– Proteja a caminha do contato direto com o chão para evitar a umidade e o frio;

– Disponibilize cobertores ou mantas para se aquecerem;

– Mantenha as vacinas em dia para evitar queda de imunidade;

– Assegure-se que o local onde o pet fica esteja arejado, mas sem vento;

– Escolha horários de sol  para dar banho nos pets e use sempre o secador para evitar que fiquem com o pelo úmido;

– Estimule o banho de sol;

– Proteja os ouvidos da umidade para evitar otites;

– Dê acesso livre à água para evitar a desidratação;

– Ofereça alimentos em maior quantidade, pois no inverno o gasto energético é maior.

– Deixe a tosa para o verão.

© LABGARD SAÚDE ANIMAL